MUSEU DOS EX-VOTOS PEDE SOCORRO

Por Flávia Martins. Redação. In: CINFORM. Aracaju (SE) 17 a 23 de setembro de 2007. ano XXV. Edição 1275. Cultura e Variedades. cultura@cinform.com.br
Ir à bucólica São Cristó­vão é nunca perder a via­gem, mas se o propósito do visitante for conhecer o Mu­seu dos Ex-Votos, o melhor émudar a rota e os planos. Por medida de segurança, o frei João José Costa, 49 anos, de­cidiu proibir a visitação ao local depois do acidente com a auxiliar de serviços gerais Maria Nivalda Santos de Santana, 56. Ela fazia a lim­peza do chão quando uma das peças deixadas por fiéis em gratidão a Nosso Senhor dos Passos por uma graça al­cançada despencou do teto e lhe atingiu a cabeça.
“A retirada, de forma emergencial, foi para pre­servar a vida das pessoas que por ali se locomoviam. Nós seríamos responsabili­zados se uma peça caísse no­vamente na cabeça de al­guém. Agora todas as peças estão guardadas para serem tratadas e, em seguida, re­colocadas”, explica o cléri­go. “Eu mesma dizia: um dia isso aí ainda vai cair na cabeça de um. Parece pra­ga: devo ser a mais pecado­ra da igreja”, brinca dona Nivalda, que ainda exibe os três pontos do corte feito pela peça despencada.
Esta é a primeira vez, po­rém, que o Museu dos Ex- Vo­tos, criado em 1990, é fecha­do ao público. Ainda bem que a época de maior visita­ção ao lugar coincide com o período da festa em louvor a Nosso Senhor dos Passos: segundo fim de semana da Quaresma. “Esse é o perío­do em que o museu é mais freqüentado. Além daqueles que vêm pagar as suas pro­messas, tem aqueles que vêm também rever o seu ex­voto e os que vêm à festa pela questão devocional”, diz a secretária Epifània Pinto Fontes, 58 anos, devota de­clarada do santo.O ‘acervo’ do Museu dos Ex-Votos guarda uma im­pressionante quantidade de peças que reproduzem uma parte qualquer do corpo hu­mano, o que gera uma plasti­cidade ímpar aos visitantes. As pessoas fazem votos pros santos por qualquer tipo de reabilitação e depois repro­duzem, em peças de madei­ras, os órgãos do corpo que alcançaram a cura e vão de­positá-Ios no Museu de São Cristóvão.
PROBLEMA MAIOR Segundo João Costa, o Ins­tituto do Patrimônio Históri­co e Artístico Nacionaljá estáa par da situação. “A gente está buscando apoio, inclusi­ve, do Iphan para a reestru­turação do museu”, afirma o frei. O problema maior, como sempre, é a falta de recursos frnanceiros para realizar a re­vitalização. O clérigo acredi­ta que a conservação estaria garantida se o Museu dos Ex­Votos fosse, de fato, registra­do como tal.”Por isso a gente quer dar um passo nesse sentido”, acrescenta ele. Longe de querer se lamentar ou ficar de braços cruzados, o frei também já tratou de incum­bir arquitetos e museólogos da tarefa de fazer o projeto arquitetônico e orçamentá­rio. Ele, inclusive, arrisca dar algumas sugestões. como transferir o acervo para um espaço maior. Pelo acúmulo de peças, esta uma idéia justa.
Esse espaço seria um salão ao lado da Capela da Ordem Terceira do Carmo, datada de 1739, também conhecida como Carmo Pequeno. “Isso facilitará o acesso dos visitan­tes e talvez também dê uma visão de conjunto melhor, uma vez que é uma única sala para o museu”, explica o religioso.
Entre as medidas mais ur­gentes está a imunização do acervo, que hoje é formado por cerca de 2 mil peças, as réplicas de partes do corpo humano, entre elas cabeças, pernas, pés, mãos, rins, cora­ção – todas de madeira. As poucas estantes do museu, por exemplo, estão carcomi­das por cupins. “A gente pre­tende ter uma atenção maior com esse espaço com um tra­balho de imunização para evi­tar qualquer prejuízo às peças e, conseqüentemente, tam­bém ao prédio, que é de ma­deira”, declara o clérigo, que ainda apela: “Uma vez que o Museu é um patrimônio do povo de Sergipe, e de fé, eu espero que a gente possa con­tar com o apoio dos devotos”.
COMPROVAÇÃO
O ex-voto é a comprova­ ção da graça recebida. Tra­ta-se de uma crença muito antiga que, pela presença de santos e santas, induz a atri­buir essas expressões da cul­tura popular exclusivamen­te ao mundo católico. Mas éum erro, segundo a pesqui­sadora Esther Karwinsky. “Na realidade, são difundi­das no mundo inteiro e se en­contram desde a Antigüida­de entre assírios, egípcios, gregos e romanos”, afiI’ma ela, em artigo publicado em coletânea do Encontro Cul­tural de Laranjeiras de 1993.
Em São Cristóvão, essa tradição está associada à de­voção a Nosso Senhor dos Passos. Todos os anos, du­rante a Quaresma, milhares de pessoas de vários cantos de Sergipe se deslocam ao município em sinal de res­peito e fé, levando peças e mais peças, que ajudam a construir a impressionante catedral de ex-votos. “Se­nhor dos Passos, que é o pró­prio Cristo, é o santo de de­voção de quase todo o povo de Sergipe. De Lagarto, por exemplo, vem uma multidão de gente, muitos, inclusive, vêm a pé”, informa o frei João José Costa.
Perguntar a um sancris­tovense se fazer promessas ainda é um costume cultiva­do é quase um sacrilégio. “Aqui 90% das pessoas pa­gam promessa a Nosso Se­nhor dos Passos”, garante a auxiliar de serviços gerais Mana Nivalda, que veste branco ao longo da festa. Mas há quem use roxo, por exem­plo, como é o caso da secre­tária Epifânia Pinto Fontes, que conhece bem o poder do santo. “A minha fé é inabalá­vel. Não tenho palavras para Nosso Senhor dos Passos. Aqui eu acho que até os cren­tes respeitam”, acredita ela.
“Pra quê propaganda mai­or do que essa? Você está numa situação gravíssima e, de repente, recebe de Deus uma graça especial e a sua vida se transforma, sua saú­de melhora. Isso se torna a maior propaganda, princi­palmente diante de uma na­ção que é marcada por tantas enfermidades, até diante da deficiência do sistema de saúde que faz com que o povo busque em todos os lugares, e principalmente em Deus, a cura do corpo”, diz o frei.

Sobre projetoexvotosdobrasil

Coordenador do Projeto Ex-votos do Brasil.
Esse post foi publicado em Museu dos ex-votos de São Cristovão. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s